A MyCareforce Brasil agora é
Clicknurse
Profissionais
Gestores

Gestão de clínicas e consultórios: guia completo

Publicado em
10/6/2024
Compartilhe
Autores
Comece agora a receber oportunidades de trabalho
Cadastre-se
Compartilhe

Quando o assunto é fazer a gestão clínica com sucesso, é importante organizar bem as tarefas internas, sempre planejando o dia a dia e prestando atenção aos detalhes. Como lidar com saúde é complicado e não se pode cometer erros, é crucial cuidar de cada processo com muita eficiência e segurança.

Mesmo pequenos erros na comunicação ou descuidos nos processos de atendimento podem causar problemas sérios no orçamento e na qualidade dos serviços de saúde. Isso pode resultar em perdas financeiras e experiências ruins para os pacientes, afetando a segurança das pessoas e a reputação da clínica.

Por isso, é essencial controlar os dados e tomar decisões acertadas em todas as áreas da clínica, desde a chegada até a saída dos pacientes. Isso é fundamental para garantir que a clínica funcione bem e seja confiável para todos.

Quer saber mais sobre como funciona a gestão de clínica médica na prática? Acompanhe com a MyCareForce!

O que é a gestão da clínica?

Simplificando, a gestão da clínica é como você organiza e cuida de todas as partes dela, desde o atendimento aos pacientes até a administração financeira. É como manter tudo funcionando de maneira eficiente e segura para todos.

Basicamente, significa planejar bem cada etapa, desde a marcação de consultas até o acompanhamento do tratamento. Isso inclui cuidar da agenda dos médicos, garantir que os exames sejam feitos corretamente e que os pacientes sejam atendidos com atenção e respeito.

Além disso, a gestão da clínica também envolve cuidar do lado financeiro, como controlar os gastos e os recebimentos, além da contratação de profissionais qualificados.

Para fazer uma boa gestão, é importante usar ferramentas e tecnologias que ajudem a manter tudo organizado e a tomar decisões certeiras. Assim, a clínica pode funcionar melhor e oferecer um serviço de qualidade para todos os pacientes.

Como fazer gestão de clínica?

A gestão de clínicas e consultórios envolve uma série de pontos, das finanças à equipe. A seguir, explicamos alguns passos e pontos fundamentais na administração de unidades de saúde.

- Organização da clínica

Ao gerir uma clínica, há muitos detalhes para considerar: dados da empresa, finanças, materiais, informações dos pacientes, comunicação com convênios e órgãos reguladores. A organização é vital em todas as etapas da gestão. Por exemplo, o Faturamento na Saúde Suplementar, regulado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar, requer preenchimento correto para faturar consultas particulares. Se não for bem coordenado, pode afetar a parte financeira da clínica e causar outros problemas. Isso destaca como a organização é crucial para os gestores, sendo necessária em todas as áreas da administração.

- Planejamento de negócios:

O Sebrae enfatiza sua importância em qualquer nível de gestão, pois molda o futuro do empreendimento e sua saúde no mercado. A organização elaborou um guia abrangente para auxiliar os gestores na criação do plano de negócios da clínica. Após esse planejamento inicial, é importante considerar o planejamento operacional, que orienta as atividades dos colaboradores, e o planejamento financeiro, que projeta as receitas e despesas da clínica, permitindo a identificação de momentos ideais para investimentos e a necessidade de contenção de gastos.

- De olho nas finanças:

É decisivo para os gestores estarem bem informados sobre as despesas e receitas da clínica, assim como o controle detalhado das contas e seus prazos de pagamento. O estoque também é parte importante dos custos, exigindo um controle rigoroso desde a compra até o descarte de materiais. Além disso, é importante estarem preparados para lidar com imprevistos e aproveitar oportunidades de descontos ou promoções ao longo do mês.

- Experiência do paciente

Acompanhar a satisfação do paciente é fundamental na gestão da clínica. Mesmo se tudo estiver indo bem e os problemas sendo resolvidos, é importante saber como os pacientes se sentem durante o atendimento. Às vezes, mesmo que as tarefas estejam sendo feitas corretamente, elas podem não ser as mais adequadas para garantir a satisfação do paciente. Para resolver isso, é possível coletar opiniões por meio de formulários, pesquisas ou depoimentos.

Além das responsabilidades diárias, o gestor da clínica também deve focar em melhorar continuamente os serviços oferecidos. Criatividade e estratégia são essenciais para se destacar no mercado e receber feedbacks positivos dos pacientes.

- Segurança dos dados

Gerenciar com segurança os dados dos pacientes é uma prioridade nas clínicas médicas. Com tantas informações pessoais, prontuários e prescrições sendo coletadas, é fácil que os documentos se acumulem e até se percam. Para evitar esse risco, os prontuários eletrônicos são uma excelente solução. Com eles, não há necessidade de espaço físico para armazenar papelada, e todas as informações ficam centralizadas em uma plataforma digital. Isso torna a busca pelos dados mais rápida e eficiente.

Além disso, os prontuários eletrônicos oferecem segurança adicional, com login, senha e criptografia dos dados, garantindo que apenas pessoas autorizadas tenham acesso às informações dos pacientes e da clínica.

- Visibilidade e imagem do negócio

Para ganhar destaque no mercado, é indispensável oferecer um serviço de alta qualidade na clínica. Quando os pacientes recebem um atendimento excelente, eles tendem a recomendar a clínica para amigos e familiares, contribuindo para a reputação do negócio a curto e longo prazo.

Investir em visibilidade online também é uma estratégia importante nos dias de hoje, especialmente nas redes sociais. Divulgar informações úteis, como especialidades oferecidas e horários de funcionamento, ajuda a atrair mais pacientes em potencial. No entanto, é fundamental conhecer o seu público-alvo para determinar a melhor rede social e os tipos de conteúdo para investir. Aproveite para compartilhar informações relevantes sobre a área médica, aumentando a credibilidade da clínica e atraindo mais pacientes.

O que é gestor clínico?

Um gestor clínico é como o capitão de um time médico, responsável por coordenar todas as atividades dentro de uma clínica de saúde. Esse profissional não só organiza os processos internos, como também supervisiona o desempenho da equipe e garante que tudo funcione da melhor maneira possível.

Para ser um bom gestor clínico, é necessário ter habilidades de liderança, comunicação e organização. É importante também estar sempre atualizado sobre as melhores práticas na área da saúde e buscar constantemente melhorias para a clínica e para a equipe.

Qual o papel do gerente de uma clínica?

O gerente de uma clínica médica desempenha diversas responsabilidades para garantir o bom funcionamento do estabelecimento e a satisfação dos pacientes. Aqui estão algumas das principais atribuições desse profissional:

  • Coordenação da equipe: o gerente é responsável por liderar e supervisionar todos os membros da equipe, desde os médicos e enfermeiros até os funcionários da recepção e administrativos. Ele deve garantir que todos estejam alinhados com os objetivos da clínica e desempenhando suas funções de maneira eficiente. Além disso, uma das tarefas do seu dia a dia muitas vezes é a contratação de novos talentos. Nesse sentido, plataformas como a MyCareForce fazem a diferença, conectando profissionais qualificados aos gestores de unidades de saúde.
  • Gestão administrativa: aqui, estamos falando do cuidado de todas as questões administrativas da clínica, como controle de estoque, compras de materiais e equipamentos, gestão de documentos e arquivos, além de garantir o cumprimento de normas e regulamentações.
  • Atendimento ao paciente: esse ponto garante que os pacientes sejam recebidos de maneira humanizada e atenciosa, além de supervisionar os processos de agendamento de consultas, marcação de exames e acompanhamento pós-consulta. Ele também lida com reclamações ou problemas dos pacientes, buscando soluções rápidas e satisfatórias.
  • Planejamento estratégico: em muitos casos, o gestor também desenvolve planos e estratégias para melhorar a eficiência operacional da clínica, aumentar a satisfação dos pacientes e garantir o crescimento sustentável do negócio. Isso pode incluir a implementação de novas tecnologias, aprimoramento dos processos internos e desenvolvimento de parcerias estratégicas.
  • Gestão financeira: nada mais nada menos que o orçamento da clínica, etapa que envolve controle dos gastos, análise dos resultados financeiros e buscar ainda maneiras de aumentar a lucratividade. Ele também lida com questões relacionadas ao faturamento, cobranças e negociações com fornecedores e parceiros.

Cursos de gestão de clínicas e consultórios

Para se tornar um gestor de clínicas, existem diversas formações e cursos que podem ser úteis. Muitas vezes, uma graduação em áreas como Administração, Gestão em Saúde, Economia, Contabilidade ou áreas relacionadas é uma base sólida para começar. Além disso, cursos de pós-graduação ou especialização em Gestão de Serviços de Saúde, Gestão Hospitalar ou Gestão de Clínicas podem oferecer conhecimentos específicos e aprofundados sobre as particularidades desse setor.

Outras habilidades importantes incluem conhecimentos em gestão financeira, administração de pessoal, marketing, atendimento ao cliente e legislação aplicável à área da saúde. Participar de cursos de capacitação em liderança, comunicação e resolução de conflitos também pode ser muito útil para desenvolver habilidades de gestão de equipes.

Além disso, é importante buscar por oportunidades de estágio ou trabalhos voluntários em clínicas ou hospitais, para ganhar experiência prática e entender melhor o funcionamento do ambiente de saúde.

Em resumo, uma combinação de formação acadêmica sólida, um curso de gestão de clínica, formações complementares e experiência prática pode preparar alguém para se tornar um gestor de clínicas eficiente e bem-sucedido.

Facilite a gestão de contratações da sua clínica com a MyCareforce

Sabemos que o dia a dia de um gestor clínico é cheio de desafios e múltiplas demandas disputando atenção. A boa notícia é que existem soluções no mercado que podem ajudar a descomplicar algumas dessas tarefas, como a MyCareforce. Nossa plataforma conecta os profissionais de enfermagem mais qualificados com a sua clínica.

Encontre enfermeiros, auxiliares e técnicos de enfermagem sem burocracia. Saiba como a MyCareforce ajuda clínicas como a sua!

/
Text Link

Gestão de clínicas e consultórios: guia completo

Entenda tudo sobre a gestão clínica: os processos, cursos necessários, métricas de negócio e rotinas administrativas na área de saúde.
4
min de leitura
10/6/2024

Quando o assunto é fazer a gestão clínica com sucesso, é importante organizar bem as tarefas internas, sempre planejando o dia a dia e prestando atenção aos detalhes. Como lidar com saúde é complicado e não se pode cometer erros, é crucial cuidar de cada processo com muita eficiência e segurança.

Mesmo pequenos erros na comunicação ou descuidos nos processos de atendimento podem causar problemas sérios no orçamento e na qualidade dos serviços de saúde. Isso pode resultar em perdas financeiras e experiências ruins para os pacientes, afetando a segurança das pessoas e a reputação da clínica.

Por isso, é essencial controlar os dados e tomar decisões acertadas em todas as áreas da clínica, desde a chegada até a saída dos pacientes. Isso é fundamental para garantir que a clínica funcione bem e seja confiável para todos.

Quer saber mais sobre como funciona a gestão de clínica médica na prática? Acompanhe com a MyCareForce!

O que é a gestão da clínica?

Simplificando, a gestão da clínica é como você organiza e cuida de todas as partes dela, desde o atendimento aos pacientes até a administração financeira. É como manter tudo funcionando de maneira eficiente e segura para todos.

Basicamente, significa planejar bem cada etapa, desde a marcação de consultas até o acompanhamento do tratamento. Isso inclui cuidar da agenda dos médicos, garantir que os exames sejam feitos corretamente e que os pacientes sejam atendidos com atenção e respeito.

Além disso, a gestão da clínica também envolve cuidar do lado financeiro, como controlar os gastos e os recebimentos, além da contratação de profissionais qualificados.

Para fazer uma boa gestão, é importante usar ferramentas e tecnologias que ajudem a manter tudo organizado e a tomar decisões certeiras. Assim, a clínica pode funcionar melhor e oferecer um serviço de qualidade para todos os pacientes.

Como fazer gestão de clínica?

A gestão de clínicas e consultórios envolve uma série de pontos, das finanças à equipe. A seguir, explicamos alguns passos e pontos fundamentais na administração de unidades de saúde.

- Organização da clínica

Ao gerir uma clínica, há muitos detalhes para considerar: dados da empresa, finanças, materiais, informações dos pacientes, comunicação com convênios e órgãos reguladores. A organização é vital em todas as etapas da gestão. Por exemplo, o Faturamento na Saúde Suplementar, regulado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar, requer preenchimento correto para faturar consultas particulares. Se não for bem coordenado, pode afetar a parte financeira da clínica e causar outros problemas. Isso destaca como a organização é crucial para os gestores, sendo necessária em todas as áreas da administração.

- Planejamento de negócios:

O Sebrae enfatiza sua importância em qualquer nível de gestão, pois molda o futuro do empreendimento e sua saúde no mercado. A organização elaborou um guia abrangente para auxiliar os gestores na criação do plano de negócios da clínica. Após esse planejamento inicial, é importante considerar o planejamento operacional, que orienta as atividades dos colaboradores, e o planejamento financeiro, que projeta as receitas e despesas da clínica, permitindo a identificação de momentos ideais para investimentos e a necessidade de contenção de gastos.

- De olho nas finanças:

É decisivo para os gestores estarem bem informados sobre as despesas e receitas da clínica, assim como o controle detalhado das contas e seus prazos de pagamento. O estoque também é parte importante dos custos, exigindo um controle rigoroso desde a compra até o descarte de materiais. Além disso, é importante estarem preparados para lidar com imprevistos e aproveitar oportunidades de descontos ou promoções ao longo do mês.

- Experiência do paciente

Acompanhar a satisfação do paciente é fundamental na gestão da clínica. Mesmo se tudo estiver indo bem e os problemas sendo resolvidos, é importante saber como os pacientes se sentem durante o atendimento. Às vezes, mesmo que as tarefas estejam sendo feitas corretamente, elas podem não ser as mais adequadas para garantir a satisfação do paciente. Para resolver isso, é possível coletar opiniões por meio de formulários, pesquisas ou depoimentos.

Além das responsabilidades diárias, o gestor da clínica também deve focar em melhorar continuamente os serviços oferecidos. Criatividade e estratégia são essenciais para se destacar no mercado e receber feedbacks positivos dos pacientes.

- Segurança dos dados

Gerenciar com segurança os dados dos pacientes é uma prioridade nas clínicas médicas. Com tantas informações pessoais, prontuários e prescrições sendo coletadas, é fácil que os documentos se acumulem e até se percam. Para evitar esse risco, os prontuários eletrônicos são uma excelente solução. Com eles, não há necessidade de espaço físico para armazenar papelada, e todas as informações ficam centralizadas em uma plataforma digital. Isso torna a busca pelos dados mais rápida e eficiente.

Além disso, os prontuários eletrônicos oferecem segurança adicional, com login, senha e criptografia dos dados, garantindo que apenas pessoas autorizadas tenham acesso às informações dos pacientes e da clínica.

- Visibilidade e imagem do negócio

Para ganhar destaque no mercado, é indispensável oferecer um serviço de alta qualidade na clínica. Quando os pacientes recebem um atendimento excelente, eles tendem a recomendar a clínica para amigos e familiares, contribuindo para a reputação do negócio a curto e longo prazo.

Investir em visibilidade online também é uma estratégia importante nos dias de hoje, especialmente nas redes sociais. Divulgar informações úteis, como especialidades oferecidas e horários de funcionamento, ajuda a atrair mais pacientes em potencial. No entanto, é fundamental conhecer o seu público-alvo para determinar a melhor rede social e os tipos de conteúdo para investir. Aproveite para compartilhar informações relevantes sobre a área médica, aumentando a credibilidade da clínica e atraindo mais pacientes.

O que é gestor clínico?

Um gestor clínico é como o capitão de um time médico, responsável por coordenar todas as atividades dentro de uma clínica de saúde. Esse profissional não só organiza os processos internos, como também supervisiona o desempenho da equipe e garante que tudo funcione da melhor maneira possível.

Para ser um bom gestor clínico, é necessário ter habilidades de liderança, comunicação e organização. É importante também estar sempre atualizado sobre as melhores práticas na área da saúde e buscar constantemente melhorias para a clínica e para a equipe.

Qual o papel do gerente de uma clínica?

O gerente de uma clínica médica desempenha diversas responsabilidades para garantir o bom funcionamento do estabelecimento e a satisfação dos pacientes. Aqui estão algumas das principais atribuições desse profissional:

  • Coordenação da equipe: o gerente é responsável por liderar e supervisionar todos os membros da equipe, desde os médicos e enfermeiros até os funcionários da recepção e administrativos. Ele deve garantir que todos estejam alinhados com os objetivos da clínica e desempenhando suas funções de maneira eficiente. Além disso, uma das tarefas do seu dia a dia muitas vezes é a contratação de novos talentos. Nesse sentido, plataformas como a MyCareForce fazem a diferença, conectando profissionais qualificados aos gestores de unidades de saúde.
  • Gestão administrativa: aqui, estamos falando do cuidado de todas as questões administrativas da clínica, como controle de estoque, compras de materiais e equipamentos, gestão de documentos e arquivos, além de garantir o cumprimento de normas e regulamentações.
  • Atendimento ao paciente: esse ponto garante que os pacientes sejam recebidos de maneira humanizada e atenciosa, além de supervisionar os processos de agendamento de consultas, marcação de exames e acompanhamento pós-consulta. Ele também lida com reclamações ou problemas dos pacientes, buscando soluções rápidas e satisfatórias.
  • Planejamento estratégico: em muitos casos, o gestor também desenvolve planos e estratégias para melhorar a eficiência operacional da clínica, aumentar a satisfação dos pacientes e garantir o crescimento sustentável do negócio. Isso pode incluir a implementação de novas tecnologias, aprimoramento dos processos internos e desenvolvimento de parcerias estratégicas.
  • Gestão financeira: nada mais nada menos que o orçamento da clínica, etapa que envolve controle dos gastos, análise dos resultados financeiros e buscar ainda maneiras de aumentar a lucratividade. Ele também lida com questões relacionadas ao faturamento, cobranças e negociações com fornecedores e parceiros.

Cursos de gestão de clínicas e consultórios

Para se tornar um gestor de clínicas, existem diversas formações e cursos que podem ser úteis. Muitas vezes, uma graduação em áreas como Administração, Gestão em Saúde, Economia, Contabilidade ou áreas relacionadas é uma base sólida para começar. Além disso, cursos de pós-graduação ou especialização em Gestão de Serviços de Saúde, Gestão Hospitalar ou Gestão de Clínicas podem oferecer conhecimentos específicos e aprofundados sobre as particularidades desse setor.

Outras habilidades importantes incluem conhecimentos em gestão financeira, administração de pessoal, marketing, atendimento ao cliente e legislação aplicável à área da saúde. Participar de cursos de capacitação em liderança, comunicação e resolução de conflitos também pode ser muito útil para desenvolver habilidades de gestão de equipes.

Além disso, é importante buscar por oportunidades de estágio ou trabalhos voluntários em clínicas ou hospitais, para ganhar experiência prática e entender melhor o funcionamento do ambiente de saúde.

Em resumo, uma combinação de formação acadêmica sólida, um curso de gestão de clínica, formações complementares e experiência prática pode preparar alguém para se tornar um gestor de clínicas eficiente e bem-sucedido.

Facilite a gestão de contratações da sua clínica com a MyCareforce

Sabemos que o dia a dia de um gestor clínico é cheio de desafios e múltiplas demandas disputando atenção. A boa notícia é que existem soluções no mercado que podem ajudar a descomplicar algumas dessas tarefas, como a MyCareforce. Nossa plataforma conecta os profissionais de enfermagem mais qualificados com a sua clínica.

Encontre enfermeiros, auxiliares e técnicos de enfermagem sem burocracia. Saiba como a MyCareforce ajuda clínicas como a sua!

Pronto para construir a sua equipe?

Para entrarmos em contato precisamos de algumas informações!

* Este formulário é destinado apenas a pessoas interessadas em contratar os serviços da Clicknurse para uma unidade de saúde.

Profissionais que desejam se registrar devem baixar o app Clicknurse→

Aguarde...
Algo deu errado, tente novamente.

Cadastre-se na Clicknurse e comece a receber propostas

Faça scan do QR code para download do app

Baixe agora o nosso App

Selecione a sua loja de aplicativos