Chegamos ao Brasil 🇧🇷
Saia na frente e se destaque fazendo seu cadastro agora

Gestão de laboratório: como é feita na prática

Publicado em
23/12/2023
Compartilhe
Autores
Comece agora receber oportunidades de trabalho
Cadastre-se
Compartilhe

A gestão de um laboratório, seja qual for sua área, é uma tarefa complexa que exige responsabilidade, habilidade e organização. Assim como em qualquer empresa, é fundamental utilizar eficientemente os recursos disponíveis para manter a saúde do laboratório.

A seguir, explicamos mais sobre a gestão laboratorial, da formação à prática. Acompanhe! 

O que é gestão de laboratórios?

A gestão de laboratórios refere-se à administração eficiente de todas as atividades relacionadas ao funcionamento de um laboratório. Envolve a coordenação de recursos humanos, equipamentos, insumos e processos para garantir o desempenho adequado das análises e serviços laboratoriais.

No contexto da gestão laboratorial, é essencial assegurar a qualidade dos resultados, o cumprimento de normas regulatórias, a otimização dos processos e a eficácia na alocação de recursos. Isso contribui para a manutenção da precisão, confiabilidade e eficiência operacional do laboratório.

Na gestão laboratorial, abordamos diversos aspectos, como controle de estoques, capacitação da equipe, manutenção de equipamentos, gestão de custos e adoção de tecnologias para otimizar serviços.

Gestão de laboratório e controle de qualidade

A gestão de qualidade é um aspecto crucial observado por gestores de laboratórios para assegurar a consistência em seus serviços, produtos e em toda a organização. Nesse sentido, a implementação de um Sistema de Gestão da Qualidade é um passo natural para que um laboratório alcance a excelência em suas operações.

Qualidade significa critérios que tornam um serviço ou produto adequado aos propósitos destinados.

No que diz respeito ao Sistema de Gestão da Qualidade, a norma mais reconhecida pelas organizações em geral é a ISO 9001, cujos certificadores são credenciados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO).

Contudo, é importante compreender que a ISO 9001 deve ser vista como um ponto de partida para a gestão de qualidade de um laboratório. Embora assegure a padronização dos processos realizados, ela não especifica os critérios a serem empregados para a manutenção da conformidade dos serviços.

O que faz um gestor de serviços laboratoriais?

O gestor de serviços laboratoriais supervisiona operações diárias, garantindo eficiência em todas as atividades relacionadas aos serviços laboratoriais.

As principais responsabilidades incluem a gestão de recursos humanos, a coordenação de equipes de laboratório, a garantia da conformidade com regulamentações e normas, e o controle de qualidade dos resultados. Além disso, o gestor de serviços laboratoriais está envolvido na gestão de orçamento, na manutenção de equipamentos, na atualização de tecnologias e na implementação de melhores práticas operacionais.

O gestor assegura a excelência nos procedimentos, promovendo precisão nos resultados e impulsionando melhoria contínua, capacitação da equipe e inovações para qualidade nos serviços do laboratório.

Quais os princípios da gestão laboratorial?

Se você quer saber quais os princípios da gestão de laboratório, saiba que eles são os fundamentos que orientam a administração eficaz. Aqui estão alguns princípios chave:

  • Qualidade e Precisão: Garantir a qualidade e precisão dos resultados das análises, implementando rigorosos controles de qualidade em todas as fases dos processos laboratoriais.
  • Conformidade Regulatória: Cumprir com as regulamentações e normas aplicáveis ao setor laboratorial, garantindo que o laboratório opere dentro dos padrões éticos e legais.
  • Eficiência Operacional: Buscar a eficiência nos processos laboratoriais, otimizando a utilização de recursos como tempo, pessoal e equipamentos.
  • Gestão de Riscos: Identificar, avaliar e gerenciar os riscos associados às operações do laboratório, visando a prevenção de erros e problemas.
  • Capacitação da Equipe: Investir na formação e capacitação contínua da equipe, assegurando que os profissionais estejam atualizados com as melhores práticas e tecnologias.
  • Inovação Tecnológica: Adotar e integrar tecnologias inovadoras que possam aprimorar a eficiência e qualidade dos serviços laboratoriais.
  • Sustentabilidade: Considerar práticas sustentáveis na gestão do laboratório, promovendo a responsabilidade ambiental e o uso consciente de recursos.
  • Comunicação Eficaz: Estabelecer uma comunicação clara e eficaz dentro da equipe e com outros setores, promovendo a transparência e o alinhamento de objetivos.

Estes princípios são essenciais para garantir a excelência na gestão laboratorial, contribuindo para resultados confiáveis e a satisfação dos usuários dos serviços do laboratório.

Como deve ocorrer o processo de gestão laboratorial?

O processo de gestão laboratorial deve seguir uma abordagem estruturada para garantir eficiência e qualidade nas operações. Aqui estão os passos principais desse processo:

Planejamento:

  • Identificação de metas e objetivos.
  • Definição de estratégias para alcançar esses objetivos.
  • Alocação de recursos, incluindo pessoal, equipamentos e orçamento.

Organização:

  • Estruturação e design eficaz dos processos laboratoriais.
  • Designação de responsabilidades e funções claras para a equipe.
  • Implementação de sistemas de informação e comunicação eficientes.

Execução:

  • Realização das análises e procedimentos laboratoriais conforme protocolos estabelecidos.
  • Supervisão constante para garantir a conformidade com padrões de qualidade.
  • Monitoramento e controle de processos em tempo real.

Controle de Qualidade:

  • Implementação de programas de controle de qualidade para assegurar resultados precisos e confiáveis.
  • Avaliação regular dos procedimentos e correção de desvios quando necessário.

Gestão de Pessoas:

  • Capacitação e treinamento contínuo da equipe.
  • Estímulo ao trabalho colaborativo e à comunicação eficiente.
  • Avaliação de desempenho e reconhecimento do trabalho bem feito.

Monitoramento e Avaliação:

  • Estabelecimento de indicadores de desempenho.
  • Avaliação regular do cumprimento de metas e eficácia das operações.
  • Identificação de áreas de melhoria e oportunidades para inovação.

Melhoria Contínua:

  • Implementação de ações corretivas e preventivas.
  • Adoção de feedback para aprimorar processos.
  • Busca constante por oportunidades de inovação e otimização.

Comunicação:

  • Estabelecimento de canais claros de comunicação interna e externa.
  • Transparência na divulgação de informações relevantes.
  • Resolução proativa de problemas por meio da comunicação eficaz.

Curso de gestão de laboratório 

O mercado de trabalho para gestores laboratoriais está ficando mais competitivo atualmente. Com o rápido crescimento na área de gestão de laboratórios, os empregadores buscam profissionais com habilidades e conhecimentos aprimorados.

Destacar-se como gestor laboratorial exige habilidades avançadas em planejamento, organização, liderança e gestão de equipe. Compreender as necessidades dos clientes e criar planos eficazes são cruciais.

Além disso, é vital colaborar com outros profissionais na definição de padrões de qualidade e na criação de planos de ação para atender às demandas dos clientes.

Para entrar nessa carreira, geralmente, é preciso seguir uma trajetória educacional específica. Abaixo estão os passos comuns a serem seguidos.

  • Graduação em Ciências da Saúde ou Área Relacionada:
  • Muitos gestores de laboratório têm uma formação acadêmica em ciências da saúde, biologia, biomedicina, bioquímica ou áreas afins. A graduação fornece uma base sólida em conceitos fundamentais.
  • Pós-Graduação em Gestão Laboratorial ou Administração de Saúde:
  • Uma pós-graduação em gestão laboratorial, administração de saúde ou áreas correlatas é altamente recomendada. Esses programas oferecem conhecimentos específicos sobre gestão, liderança, regulamentações laboratoriais e qualidade.
  • Experiência Prática em Laboratório:
  • Adquirir experiência prática em um laboratório é crucial. Muitos gestores começam como técnicos de laboratório para ganhar compreensão prática dos processos e desafios.
  • Desenvolvimento de Habilidades Gerenciais:
  • Desenvolver habilidades de gestão, liderança e comunicação é essencial. Cursos ou treinamentos específicos nessas áreas podem ser úteis.
  • Conhecimento em Regulamentações e Normas:
  • Familiarizar-se com as regulamentações e normas que regem laboratórios, como as boas práticas de laboratório (BPL) e a acreditação laboratorial, é vital para a gestão eficaz.
  • Participação em Cursos Específicos:
  • Participar de cursos específicos de gestão laboratorial, seja presencial ou online, pode aprimorar ainda mais as habilidades necessárias para a função. Existem opções focadas como gestão de laboratório de análises clínicas ou gestão laboratorial em biomedicina, por exemplo. 
  • Certificações:
  • Buscar certificações relacionadas à gestão laboratorial, como a certificação PMP (Project Management Professional) ou certificações específicas na área de saúde, pode ser benéfico.
  • Networking e Atualização Contínua:
  • Participar de eventos, consumir conteúdo, conferências e redes profissionais na área de gestão laboratorial ajuda a estabelecer contatos e manter-se atualizado sobre as tendências e desenvolvimentos no setor.

Gestão laboratorial com ajuda da MyCareForce

Há várias chances para os profissionais nesta área, e é exatamente aqui que a plataforma MyCareForce desempenha um papel crucial. Ligando profissionais a instituições de saúde que buscam experiência, proporcionamos um ambiente inovador para impulsionar carreiras e fortalecer equipes.

Tanto para quem busca desafios quanto para instituições em busca de profissionais qualificados, a MyCareForce oferece uma plataforma de conexão valiosa. Explore as oportunidades que estão à sua espera, visite nosso site e descubra como podemos ser o elo que transformará sua jornada na Gestão de Laboratórios.